Balanço 2014!

CapaE aí pessoal! 2014 está chegando ao fim e nós resolvemos trazer pra vocês o balanço da nossa reta final do ano! Essa é nossa forma de agradecer a vocês que sempre nos acompanharam, e vamos mostrar que apesar do pouco movimento no blog nesses ultimos meses as coisas não pararam por aqui, muito pelo contrário! Vem com a gente!Dekasegi SileightyComo vocês ficaram sabendo através do nosso ultimo post, o fundador do Final Spec, mais conhecido por Felipe Massayuki, partiu rumo ao Japão no finalzinho de Novembro para viver de perto a cena motorsport naquela ilha que é o sonho de consumo de uma imensa porcentagem quando falamos de nós, entusiastas automotivos. E pela foto acima vocês podem comprovar que nesse pouco mais de um mês em solo nipônico o cara já está metido até o pescoço na cena local, o que nos enche de orgulho!
NakamuraCom muita ação no mundo do Drift, incluindo algumas voltas no banco do passageiro de Naoki Nakamura em seu primeiro soukoukai, nosso querido Felipão se prepara para os primeiros passos no mundo do grip em 2015. Aconselhamos fortemente que vocês acompanhem a página do seu projeto Dekasegi Racing no Facebook (basta clicar no link aqui ou ao fim do post), tudo está registrado lá com maestria nas palavras desse desbravador oriental!

SONY DSCEnquanto isso aqui no Brasil, mais ou menos na mesma época acontecia em São Paulo o Salão do Automóvel. Eu estive presente, mas o principal intuito não era registrar o que acontecia dentro do pavilhão…

SONY DSCParalelamente ao salão a Audi realizava o Audi Experience, colocando a disposição dos visitantes os modelos RS Q3, RS4, RS5, RS6, RS7 e R8 V10 para um rápido test drive. Os mais aficcionados madrugavam nos primeiros lugares da fila para terem a chance de dirigir o cobiçadissimo R8 V10 no percurso de aproximados 5km na região do centro de exposições. Como eu não tinha essa disponibilidade de horário para enfrentar a fila desde as primeiras horas da manhã, sai de casa decidido a dirigir o menor modelo possivel. Como os TT RS e RS3 e seus maravilhosos motores 5 cilindros não estavam disponiveis, a duvida cruel recaia sobre RS4 e RS5, ambos empurrados pelo V8 4.2 FSI de injeção direta e 450hp, orquestrados pelo cambio S-Tronic de 7 velocidades e dupla embreagem. Optei pelo visual matador da RS4 e seus paralamas alargados ao estilo que ficou conhecido através dos anos como “boxed fenders”. Fui acompanhado de mais dois amigos, e cada um podia levar dois acompanhantes em seus test drives. Um escolheu o RS5 chumbo que aparece ao fundo da foto acima, o outro ficou com o monstruoso RS7 biturbo de módicos 560hp e mais de 70kgfm de torque.SONY DSCApós algumas horas de espera, lá fomos nós para nossos 5km de convivencia, eu e “minha” RS4. Nos primeiros metros o instrutor da Audi que acompanhava o test drive me apresentou os modos de funcionamento do carro, selecionaveis por uma espécie de joystick no console central. Saimos do estacionamento no modo confort, e já com o carro na rua passamos para o modo dynamic, o mais esportivo dos modos pré programados do carro. Imediatamente o escape se torna menos restritivo, o ronco encorpado e intimidador do V8 invade a cabine e os outros carros que já estavam intimidados pela presença visual da perua azul agora praticamente param para abrir passagem no transito pesado da tarde paulistana. Ao mesmo tempo, o volante que antes era leve como uma pluma agora ganha peso e precisão, e a suspensão enrijece a ponto de se fazer sentir qualquer corpo estranho no pavimento. Eu dirijo diariamente um carro com suspensão de rosca que passa longe do conforto somado a buxas, coxins e batentes de P.U., gosto de sentir o carro transmitindo o máximo de informação possivel e afirmo pra vocês que a Audi é impressionante, principalmente se lembrarmos que o carro utiliza um sistema de direção elétrico e essa opção sempre é apontada pela imprensa especializada como menos responsiva que o tradicional sistema hidráulico.

SONY DSCAs ruas que levavam a Marginal Tietê estavam bastante congestionadas, algo muito agoniante quando se está ao volante de um carro tão bacana. Enquanto esperava para ter a chance de sentir os 440hp em ação, eu ia assimilando os detalhes do interior cheio de opções, e refletia sobre o fato de como temos facilidade de repudiar os carros atuais que fazem uso de eletrônica no nivel que a RS4 faz, mas como ao volante dela tudo isso desaparecia rapidamente. Finalmente chegamos a um trecho da Marginal Tietê onde poderiamos fazer uma rápida avaliação do poder de aceleração da super perua. Segurando em 20km/h, estiquei uma ou duas marchas em poucos segundos e me lembro claramente de acompanhar a evolução no painel digital, que não conseguiu acompanhar a aceleração e mostrou apenas algo parecido com: 36km/h, 64km/h, 82km/h, 102km/h… em questão de segundos, tão rápido que eu não sou capaz de mensurar para vocês com exatidão. O instrutor pedia para parar pois o limite da via já tinha ficado para trás, e os freios gigantescos fizeram seu trabalho mais rapido do que o V8 girador (com corte de giros em 8.250rpm) levou para alcançar os três digitos no velôcimetro. Mais um pouco de trânsito e estavamos de volta ao estacionamento do Audi Experience. Com o carro ainda no modo dynamic, avistei uma Corolla perua, da primeira geração a ser importada para o Brasil, de cor vinho e com adesivos que demonstravam que seu proprietário era um entusiasta como nós, subi algumas marchas nas borboletas do cambio S-Tronic e reduzi ao passar pela Corolla, só pra ouvir as reduções sincronizadas do V8 com o escape em seu modo menos restritivo. Uma saudação gearhead, e uma forma de compartilhar minha felicidade com alguém que eu acredito que tenha entendido o momento.

SONY DSC SONY DSCDepois de me despedir da RS4 com uma pontada de dor no coração e aproveitar os passeios como passageiro dos RS5 e RS7, entramos no Salão do Automovel propriamente dito, já que o Audi Experience era um evento paralelo.

SONY DSCO Suzuki Swift Sport Cup me lembrou do então recente test drive que o Julio Nishikawa realizou no Velo Città, que você pode conferir aqui (link). A categoria deve ser oficializada no ano que vem, e o carrinho é um espetáculo a parte com muitas peças em fibra de carbono. A essa altura vocês já devem ter lido tudo a respeito do salão e não há muito que eu possa acrescentar, então vamos a segunda parte divertida do dia que começou com o test drive na Audi RS4.

SONY DSCA Volkswagen disponibilizava para test drive um Golf GTI MKVII e um CC R Line, e eu fiz questão de conferir como andavam os dois na pista de testes construida dentro do estacionamento do pavilhão de exposições do Anhembi. A pista se assemelhava a letra L, com uns bons metros onde o Golf atingia aproximadamente 100km/h para depois frear forte e fazer o retorno para subir a reta novamente. Fiz duas passagens em subida e duas em descida, e me surpreendi com a brutalidade dos 220cv (ou mais) e da tração dianteira do GTI. Com o pé cravado ainda em curva, prestes a endireitar o volante, a luz do controle de tração piscava incansavelmente no painel e o carro agredia, brigava e buscava tração desesperadamente. Apontando na reta, volante alinhado e o 2.0 TSI disparava, pude apreciar o funcionamento do cambio DSG com muito mais atenção do que anteriormente na RS4 e em cada uma das passagens meu sorriso no rosto aumentava. Uma pena que a diversão acabava logo…

SONY DSCUma breve espera e agora era a vez de testar o belissimo CC R Line, que deixou de usar o nome Passat a alguns anos atrás. Os numeros dizem que ele é superior ao Golf GTI, com 300 cavalos e 35,6kgfm de torque no motor V6 3.6, tração integral 4motion com diferencial central controlado eletronicamente e cambio DSG de 6 velocidades. Ao volante porém o sedan não é tão visceral como o GTI. Claro que essa não é sua proposta, e o carro é incrivel como pude comprovar nas mesmas 4 passagens que realizei com o GTI, dessa vez com direito a launch control. Mas a brutalidade do Golf ficou gravada na minha memória… Ao final do dia, depois dessa experiência ao volante de três alemães tão diferentes entre si, fiquei contente por voltar pra casa de metrô: Entrar no meu 1.0 seria um belo balde de agua fria.

VTiFalando nos carros de quem faz o Final Spec, nosso fotógrafo Mauricio realizou um sonho de longa data e agora é o feliz proprietário de um Civic VTi EK4. Quem sabe no futuro não vemos o carro pelas lentes de seu dono retratados na nossa sessão Built For Us? Todos os cuidados que um esportivo icônico como esse merece e necessita já dão um belo inicio de projeto, e o Mauricio faz questão de colocar a mão na massa o máximo possivel.. Logo experiência para compartilhar é o que não vai faltar!

GolJá o carro desse que vos escreve também tem uma grande participação nessa segunda metade do ano, infelizmente não do jeito que gostariamos. Meu Gol 1.0 16V nunca deixou o Final Spec na mão, sempre cobrindo os mais improváveis deslocamentos entre um evento e outro, mas esse ano não foi o ano dele.. Três internações para reparos de funilaria e problemas com a adaptação de rodas 5 furos em um carro com furação 4×100 fizeram com que nossos ultimos meses de 2014 fossem um pouco mais incertos, mas ao que tudo indica 2015 vai começar dentro da normalidade. Estou contando com você, #golfun!

10533448_644207265692509_3402621932292087655_nDentre esses imprevistos, perdemos a oportunidade de participarmos ativamente do trackday organizado pela RNR Racing no Velo Città, que aconteceu em 29 de Novembro. Esperamos recuperar o tempo perdido em uma futura edição do evento.

WEC-8No mesmo final de semana do RNR acontecia em Interlagos as 6 Horas de São Paulo, etapa brasileira do FIA WEC, mundial de endurance da entidade máxima do automobilismo. Apesár dos esforços do nosso fotógrafo Rafael Durães, que em 2013 conseguiu garantir nossa primeira cobertura internacional na mesma prova, dessa vez não conseguimos participar do evento como imprensa credenciada.

WEC-5 (2)Motivo para lamentações? De forma alguma! Tratamos de reunir os amigos e ir assistir a corrida da arquibancada, curtindo cada minuto! Ano passado o campeonato se mostrou um divisor de aguas em nossas vidas, e desde então não deixamos de fazer lobby junto aos amigos. Ver os protótipos hibridos de Audi, Toyota e Porsche ao vivo é uma expêriencia única. Por mais que você não goste de propulsão hibrida, carros que não tem nenhuma relação com modelos de rua e outros motivos para enchergar a categoria com certa ressalva, ao vivo faltam palavras para descrever o que é ver esses carros e pilotos percorrendo o traçado de Interlagos em tempos próximos aos Fórmula 1. Isso sem contar o espetáculo a parte dos GTE, com equipes de fábrica de Aston Martin, Ferrari e Porsche correndo com modelos em configurações parecidas com os GT3 que disputam em outras categorias mundo afora, mas nesse caso construidos com foco nas provas de longa duração. Além disso, no sábado de treinos e domingo de corrida o publico tem uma hora de acesso aos boxes para conversar e tirar fotos com os pilotos enquanto as equipes continuam os trabalhos dentro dos boxes, na medida do possivel é claro. Essa aproximação entre publico e os caras que fazem o espetáculo, sejam pilotos, engenheiros ou mecânicos, torna as coisas ainda mais bacana. Na foto acima, Tom Kristensen autografando algumas fotos na ponta da mesa. O vencedor de 9 edições das 24 horas de Le Mans realizou sua ultima corrida como piloto profissional nesse mesmo dia.

10828146_785725791475239_1629377181693024790_o (2)A corrida desse ano teve todos os pontos altos do ano passado, e muitos outros mais. A Toyota se consolidou como campeã de construtores em terras brasileiras, a Porsche venceu sua primeira prova no ano de seu retorno as competições de endurance no solo sagrado de Interlagos, Emerson Fittipaldi voltou a correr profissionalmente ao volante de uma Ferrari 458 na categoria GT-AM…

10749950_785725841475234_5092228309075362437_o (2)Aparentemente com mais carros no grid do que em 2013 e muito mais publico nas arquibancadas, a organização tentou repetir a fórmula do ano anterior com eventos paralelos a corrida acontecendo por todo o autódromo mas a infra estrutura apresentou algumas falhas ao lidar com esse crescimento do evento, o que causou má impressão em quem foi assistir a corrida pela primeira vez. Em 2015 o mundial de endurance não vem a Interlagos, que estará fechado para reformas. Esperamos que em 2016, no retorno da categoria, as coisas funcionem com mais precisão e ainda mais pessoas possam ter a felicidade de ver essas feras de perto.

FASP-13Falando em Interlagos e reforma, o autódromo mais emblemático do país ficou fechado durante boa parte do ano passando por reformas que só terminaram dias antes da etapa do mundial de Fórmula 1 aportar por lá, algumas semanas antes do FIA WEC. Sendo assim, os participantes mais assiduos dos track days e time attacks que ocorrem na casa do automobilismo paulista não viam a hora de botar os pés e os carros na pista antes do fim de 2014. Isso aconteceu no ultimo dia 22 de Dezembro, quando a FASP realizou mais um de seus Time Attacks. Aproveitamos para voltar a pista e rever os amigos no nosso ambiente preferido.FASP-5 FASP-9 FASP-53 FASP-49Como de costume, carros que agradam a todos os gostos estavam presentes, todos sempre impressionantes ao seu próprio modo. O Gol quadrado por exemplo vira na casa de 1min e 52 segundos, um tempo que muitos importados lutam muito para alcançar.

FASP-47E assim foi o nosso final de 2014, com muita coisa acontecendo! Espero que 2015 seja ainda melhor para todos nós, que com passos firmes e bem sedimentados continuemos a escrever a história do Final Spec enquanto escrevemos as nossas próprias! Obrigado a você que chegou até aqui na leitura, e a todos os amigos sintam-se sempre a vontade para estar em contato conosco!

Nos vemos em 2015, mais depressa do que vocês imaginam!

Até lá, um grande abraço a todos

Thiago Marinelli

Anúncios

2 comentários sobre “Balanço 2014!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s