It’s all about balance!

Mauricio_Oliveira-2014March172-13-EditO Volkswagen Gol costuma ser a primeira base que vem a mente de quem busca iniciar um projeto com foco em performance, apesar de alguns torcerem o nariz para o pequeno hatch desenvolvido pela Volkswagen do Brasil nos idos dos anos 80. O Gol GT, lançado em 1984, trouxe consigo o motor AP 1.8 refrigerado a agua, ajudou a criar a imagem de esportivo e mostrou aos proprietarios de versões comuns que o compacto nacional só precisava de um pouco de atenção e upgrades certeiros para se tornar algo muito mais interessante e divertido. O mercado de preparação abraçou o Gol e décadas depois do seu lançamento a oferta de produtos, peças e serviços é grande e atinge todos os gostos e bolsos. Como encontrar o ponto de equilibrio em meio a esse mar de opções e vertentes? Marcio Fujii, paulistano de 24 anos, encontrou o caminho das pedras em seu Gol 85.IMG_0669Fujii adquiriu o carro em Julho de 2012, e a cor vermelha da carroceria acendeu o desejo de transforma-lo em um Gol GT, porém com uma pitada a mais de emoção disponivel sob o pé direito. O motor AP 1.8 a alcool já habitava o cofre acoplado ao cambio de cinco marchas, e aos poucos a carroceria ia ganhando os detalhes que o transformariam em um  GT autentico aos olhos de quem não conhece sua história.

Mauricio_Oliveira-2014March172-94-EditAntes de guiar o Gol pelas ruas da capital paulistana, Marcio dirigia um Chevrolet Kadett e a bordo dele tomou gosto por contornar curvas, percebendo assim que não precisava de um canhão sob o capô para se divertir. Isso sem contar as preocupações que um carro com extensa preparação pudesse trazer consigo…

Mauricio_Oliveira-2014March172-72No final de 2012 seu Gol passou a ser sobrealimentado por um turbo Garret .42/.48, com rotor .50 empurrando 0,6 bar de pressão em cima do carburador 2E, que não precisou ser retrabalhado. O comando de válvulas passou a ser o 049G, original do próprio Gol GT e também do GTS, e conta com polia regulavel. Com tudo montado, Marcio levou o carro ao dinamometro e aferiu 151cv de potência com torque de 22kgfm. De lá para cá a unica alteração foi no sistema de escape, agora direto e com 2,5 polegadas de diametro até o final do carro.

Mauricio_Oliveira-2014March172-25-EditSobre o comportamento do conjunto após a instalação do turbo, Fujii diz que “Apesar de não ser uma preparação forte a mudança é completa, principalmente pra quem não está acostumado com carro turbo. O ganho de velocidade é muito maior, é mais fácil se perder e deixar a rotação cortar ou errar o engate da próxima marcha. Nas curvas não dá pra pisar muito ou o carro sai de frente, e se sente muito mais a importância de bons freios e suspensão. Leva um tempo pra reaprender como o carro reage em todas as situações.”

Mauricio_Oliveira-2014March172-21-Edit Mauricio_Oliveira-2014March172-28-EditOs freios e suspensão receberam a devida atenção: Os freios dianteiros são Powerbrakes de 284mm e ocupam completamente os espaços das rodas 15X7,5pol, réplicas das japonesas Work Equip. Visando melhorar o handling do carro, Fujii partiu para um setup de suspensão retrabalhado, com menor altura porém mantendo o carro utilizavel nas ruas de São Paulo, além de dar conta do recado nas eventuais escapadas para eventos em pista. O conjunto conta com barras anti-torção superior e inferior dianteira.

SONY DSCFujii já participou de duas edições do Hot Lap Limeira e também encarou algumas puxadas na pista de 201m de Saltinho, interior de SP. Em uma das ocasiões pude acompanha-lo no caminho para o Hot Lap e conferi com meus próprios olhos que o carro foi pensado para ser usado, tanto no caminho quanto na pista. Fujii confirma: “Já fiz tantas viagens com ele que fico bem tranquilo em pegar a estrada e ir pra qualquer lugar. O hotlap em limeira é um bom exemplo, fui duas vezes, brinquei com o carro na pista e voltei pra casa. Na arrancada em saltinho também, mesmo com embreagem original o carro aguentou mais de 10 puxadas e voltou sem problemas. Em um ano e 3 meses de carro turbo, foram 15 mil km sem grandes problemas.” Mauricio_Oliveira-2014March172-53-EditMauricio_Oliveira-2014March172-102-EditAlias esse é um dos pontos mais bacanas desse projeto: Você não vai precisar de muita sorte para encontra-lo nas ruas paulistanas. Esse não é um carro de garagem nem um frequentador assiduo de oficinas em busca de manutenção e reparo. “As pessoas sempre se surpreendem quando digo que uso o carro quase que diariamente, e é exatamente isso que gosto.” Mauricio_Oliveira-2014March172-106

Você pode conferir o espirito da coisa nesse video do Canal FUNDRIVE, diário de bordo das aventuras de Fujii e seu GT.

“Acho que o grande diferencial do carro hoje são as respostas rápidas do motor e a agilidade para fazer curvas. Como os mestres da touge dizem: It’s all about balance.
O mais difícil na preparação é saber quando parar. Sempre irão me cobrar sobre mais potência e upgrades, mas se o projeto nao tiver um limite, nunca vou estar satisfeito ou vou ter tempo de curtir o carro. As vezes acabo achando ele “fraco”, mas como o carro está bem equilibrado assim, prefiro não mexer mais em motor. Por enquanto.”
Mauricio_Oliveira-2014March172-49-EditApós esbanjar um pouco da sabedoria oriental, Fujii diz que para o futuro “O plano é curtir o carro. Como próxima meta, eu quero andar em interlagos. Espero conseguir ainda esse ano.”

Cada projeto tem seu foco, e mesmo se não conhecessemos Fujii ficaria claro que o ideal de seu GT “handbuilt” é de divertir quem está ao volante e despertar a admiração de quem o observa. O carro nos trás uma nostalgia bacana, evocando a época de ouro do mercado automotivo nacional onde as montadoras davam atenção a quem buscava um carro esportivo e diferenciado, e quem estivesse disposto a aumentar a dose de diversão podia partir para um “kit turbo” sem se preocupar com centrais eletrônicas e potências cavalares que insistem em não chegar ao chão de forma eficiente. Não que encarar esse desafio não seja algo válido, mas as vezes menos é mais.

Nesse post gostaria de agradecer aos amigos Guilherme Porazza e Marcio Fujii, além do recorrente e talentoso Mauricio Oliveira, O fotografo!

Grande abraço a todos, e até a próxima!
Thiago Marinelli

Não deixem de seguir o Final Spec no Facebook e fiquem por dentro de tudo o que vem por ai!

Anúncios

3 comentários sobre “It’s all about balance!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s